Marcelo Rubens Paiva – Malu de Bicicleta

Ana,

lembra uma vez que te contei que tava lendo o Feliz Ano Velho e que, God, que porcaria? xD

Poizé. Um dia, na casa de alguém, comecei a ver o filme Malu de Bicicleta. God, que porcaria [2]. Mas eu gostei taaaanto do nome que, quando descobri que era um livro, ignorei o fato do filme ser ruim e do autor ser o mesmo do Feliz Ano Velho e comprei (não sei se já comentei que eu escolho livro/ filme pelo nome e raramente leio sinopses). E gostei muito 🙂

Meu lado feminista estridente (brigada, Moran), quando começou a ler o livro, já teve fricotes e eu pensei “Cacete, vou odiar”:

Ele tinha uma lista dos alvos da semana, as mulheres possíveis, as quase certas, com as quais podia rolar. Era um jogo. Ele era um apostador. Que vício… Acabara se transformando no maior companheiro e parceiro das mulheres da cidade. Um comedor. Mas uma pelo jeito decidiu abandoná-lo. Justamente a única com quem ele resolveu se casar.

Mas não! Luiz, o protagonista, está longe de ser um cafajeste (que acabo de descobrir que se escreve com j, e não com g #revisora). Ele é um galinha, mesmo, daqueles que querem pegar até amigas, e amigas das amigas, e sócias e o diabo de saia, se o diabo usar saia. Mas a forma como ele lida com as mulheres é tããão… gracinha. O autor vai intercalando a história de Luiz e Malu com as pegações de Luiz desde a adolescência. E as mulheres são apresentadas em suas particularidades: no que gostam, o que fazem, o que ele mais gostava nelas (o olhar, a inteligência, a bunda etc.). E ele também fala dos tocos, dos nãos, dos foras (inclusive de putas, haha).

A escrita é ótima, a história em si é uma delícia e o fluxo da narrativa é muito fluido, você começa a ler e não quer parar.

Comparando com o Feliz Ano Velho, que é o primeiro livro do autor, só tenho uma coisa a dizer: APRENDEU, HEIN, RUBENS PAIVA?  😛

Anúncios

8 respostas em “Marcelo Rubens Paiva – Malu de Bicicleta

  1. Um trauma na minha vida: “Feliz ano velho”. Larguei no meio, morrendo de ódio de não ter largado antes!

    Mas vou ser sincera: não sei se vou ter coragem de pegar Manu de Bicicleta pra ler…. o trauma é grande! 😀

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s