Gabriel García Marquez – Doze Contos Peregrinos

Ana,
Já há algum tempo eu não lia nada do Garcia Marquez, que é seguramente um dos meus escritores favoritos, e eu estava há alguns meses tentando encaixar algo dele no nosso desafio!
 
Doze Contos Peregrinos são (doze) contos de personagens latino-americanas exiladas ou autoexiladas na Europa (algumas literalmente, por conta do momento político que o continente atravessava), escritos num período de 20 anos em que o autor tentou relembrar e reescrever sobre o seu próprio tempo de latino exilado no primeiro mundo. São histórias que trazem algo de triste, com gente solitária. Mas a tristeza muitas vezes não é pelo exílio em si. É pela morte que se aproxima, ou pela velhice, ou por estar a tanto tempo esperando algo que não se consegue nunca.
Não sei nem se essa tristeza é uma característica do peregrino ou do exilado. Os livros dele sempre me parecem trazer algo de triste, de consternado. E é uma tristeza bonita, no fundo.
Esses contos não têm tanto o tom que existe nos romances de García Marquez, imagino que por não terem sidos escritos como o propósito de estarem todos juntos no mesmo livro (alguns dos contos foram primeiramente publicados em jornais ou em antologias), parece o mesmo autor com uma “voz” diferente, entende? Mas isso não altera de forma alguma a qualidade deles ou do livro em si.
Amei, amei, amei ter lido meu primeiro Gabo do ano 🙂
Anúncios

3 respostas em “Gabriel García Marquez – Doze Contos Peregrinos

  1. Pingback: Desafio Literário – Janeiro « Ana, leu isso?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s