As Mil e Uma Noites ou Mulher que Fala Muito Vive Mais

Ana,

Terminei o primeiro volume d’As Mil e Uma Noites, da edição ótima que eu comprei com aquele desconto da Saraiva que você me passou 😛

Já pensou em ler um livro com pelo menos onze mil anos e ele ser total e completamente inédito pra você? Pois é. Geralmente, o comum é, pelo livro ser muito antigo, a história já ser bem conhecida, pelo menos por alto. Mas, até agora, não tem nada que eu tenha lido (e lá se vão mais de cem noites) que eu já tivesse lido em outra versão ou algo assim.

É ótimo, é lindo e não dá vontade de parar de ler.

O livro é dividido em noites (literalmente mil e uma) e cada história leva várias noites pra terminar — é o artifício de Sherazade pra ganhar tempo e não ser morta pelo rei. A forma como as histórias se misturam e como dentro de uma mesma história podem ter várias histórias (na última, contei CINCO narradores, e um deles contou pelo menos sete histórias :-O) é impressionante, e é muito interessante ver um parágrafo iniciar por

Então, venturoso rei, eu ouvi dizer que o mercador disse ao rei da China:

meu irmão me contou que um mercador disse:

o sultão falou:

– – –

No total, são cinco volumes, mas só três foram publicados até hoje. Será que até eu terminar o terceiro, já saiu pelo menos o quarto? 😛 #GeorgeRRMartinfeelings

Anna

PS: Comprei meu Kindle, ele já foi entregue, só falta trazerem pra mim dos EUA. Tou morrendo.

Anna

Anúncios

A Game of Thrones – George R. R. Martin

Oi Anna,

Ganhei de Natal os cinco livros da série “A Song of Ice and Fire”. Aproveito para fazer uma declaração de amor ao Kindle: “Oh, Kindle, como você é lindo”.

A resenha deste livro vai ser extremamente sucinta. É exatamente a primeira temporada de Game of Thrones, em livro, com mais detalhes. Pra resumir ainda mais: IMPERDÍVEL.

Até a estrutura do livro é como o seriado. Cada capítulo é uma “cena”, os nomes são simples e se repetem, mostrando quem será o personagem principal: “Arya”, “Catelyn”, “Jon”, “Tyrion”, etc.

Aproveito para responder às duas perguntas básicas sobre “livros que foram adaptados para TV/Cinema”:

O que ficou de fora no seriado? Pouquíssimas coisas. Vemos no livro um pouco mais sobre a família da Catelyn Stark, entendemos um pouquinho mais sobre a bizarrice da irmã, Lysa Arryn… e começa a mostrar que a Sansa pode não ser tão voqueta quanto parece.

Tem coisas diferentes? Poucas, mas bacanas. E ao ler, você entende porque eles fizeram diferente na TV – coisas demoradas para explicar e nem tão relevantes.

Tamanha fidelidade é facilmente explicável: George R. R. Martin é um dos produtores executivos da série.

Não tenho mais nada pra falar. Estou no comecinho do segundo livro, que não resenharei pra não ser spoilerenta. 🙂 Mas já digo: ÉPICO. Será que demora até chegar abril?

Ana